E-mail e Telefone

| Telefone: (91) 3225-0814
email

Arquivo: Notícias

MPPA recebe mulheres portadoras de deficiência para debater como romper barreiras

MPPA recebe mulheres portadoras de deficiência para debater como romper barreiras

Publicado em: 06.03.2019
  Um grupo de nove mulheres portadoras de deficiência se reúne em um debate ( ... )

 

Um grupo de nove mulheres portadoras de deficiência se reúne em um debate interativo com a plateia sobre como romper barreiras e transpor limites em uma sociedade, que apesar de avanços, ainda é muito excludente. A programação é uma iniciativa da  promotora de Defesa da Pessoa com Deficiência e Idosa de Belém, Elaine Castelo Branco, em parceria com as universidades Federal do Pará (UFPA), Rural do Pará (Ufra) e Estadual do Pará (Uepa) e apoio do Movimento Nacional das Mulheres do Ministério Público, Associação Paraense da Pessoa com Deficiência (APPD), Grupo de Educação Inclusiva da Região Amazônia (Geira), Pastoral do Surdo, Napne/ Ifpa Castanhal, Lion Club Internacional, entre outras entidades.

O evento será realizado dia 29 deste mês de março, em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, no dia 8. O debate faz parte da programação do Mês da Mulher e integra o projeto de Inclusão e Empoderamento de Mulheres com Deficiência. Denominada Roda de Conversa: Elas por Elas, Em Defesa da Mulher com Deficiência, todas as expositoras são mulheres com deficiência, que contarão suas experiências de vida, suas dificuldades para serem incluídas no sistema de educação e profissional.

De acordo com a promotora Elaine Castelo Branco, o debate terá um formato de bate-papo interativo com a finalidade também de troca de experiências e de orientação ao público presente sobre a necessidade de trabalhar a inclusão das pessoas com deficiência em todos os setores da sociedade. Mas acima de tudo, será um espaço de empoderamento, a partir das histórias de vida das expositoras. No total, serão nove mulheres com deficiência no debate interativo. A própria promotora será uma das expositoras. Haverá também mulheres com deficiência visual; surdez e baixa visão; com síndrome de down; com autismo; com deficiência múltipla e outras que fazem uso de cadeira-de-rodas.

A defensora pública e ex-deputada Regina Barata será uma das expositoras, que contará também com estudantes universitárias, mestras e outras profissionais do mercado de trabalho paraense.”As mulheres com deficiência podem chegar em lugares inimagináveis. Esse evento é uma forma de empoderar outras mulheres, que estejam deprimidas, que não aceitam sua condição de deficiência. Queremos mostrar que é possível nos aceitarmos e ajudarmos outras mulheres”, explica a promotora. Ela ressalta, que acima de tudo, a programação servirá para homenagear as mulheres com deficiência no mês, considerado delas.

Texto: Portal Roma News

Nota de Esclarecimento – PJ Ney Tapajós

Nota de Esclarecimento – PJ Ney Tapajós

Publicado em: 14.02.2019
NOTA DE ESCLARECIMENTO A Associação do Ministério Público do Estado do Pará (Ampep) vem ( ... )

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Associação do Ministério Público do Estado do Pará (Ampep) vem a público prestar esclarecimentos a respeito das acusações feitas pela senhora Delcilene Barroso das Neves, por meio de um carro-som posicionado em frente ao edifício-sede do MPPA, contra o ex-cônjuge, o associado e promotor de justiça Ney Tapajós Ferreira Franco.

Esta Associação repudia as ofensivas e inverídicas declarações proferidas contra o Ministério Público e o Poder Judiciário, visto que foi insinuada até mesmo a prática de tráfico de influência entre as duas instituições. Com o objetivo de elucidar os fatos, a Ampep presta as seguintes informações:

– A guarda compartilhada e a partilha de bens foi acertada num acordo amigável no fim do relacionamento. Posteriormente, dois dos filhos do ex-casal passaram a residir com o pai. Tal decisão foi feita por deliberação deles e sem resistência alguma por parte da mãe; o direito à visitação continuou garantido.

– Após este fato, o associado deu entrada numa ação de exoneração de alimentos e revisão de alimentos na 8ª vara de família de Belém. A ação foi julgada procedente e buscou readequar a pensão alimentar devida pelo autor e diminuir o percentual que era pago, passando a ser referente a apenas à filha.

– A juíza responsável pelo processo exonerou ainda o associado do pagamento de pensão alimentar descontada em folha de pagamento com relação aos filhos que passaram a residir ele. Todo esse processo foi pautado em normas e leis, agindo sempre em prol do bem-estar dos menores envolvidos na situação.

– Há cerca de quatro meses, a filha do casal que ainda residia com a genitora decidiu ir morar com o pai. Este mês, o associado recebeu uma intimação judicial de processos onde constam as acusações de alienação parental, não pagamento de pensão, entre outros. Tais incriminações são inverídicas e insustentáveis, conforme fica comprovado pelos fatos relatados acima.

Apesar de o caso ser de natureza íntima e particular, afirmar que um membro ministerial está utilizando o seu cargo para prejudicar um andamento processual é irresponsável e inadmissível. Esta Associação reafirma ainda o seu compromisso em defender os membros do Ministério Público e repelir quaisquer interferências ou iniciativas difamatórias a seus associados. Por fim, a Ampep informa que está prestando todo apoio ao associado e acompanhará o caso com afinco.

A Diretoria

Edital de convocação – Assembleia Geral Extraordinária – Dia 18/01/2019

Edital de convocação – Assembleia Geral Extraordinária – Dia 18/01/2019

Publicado em: 15.01.2019
ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA EDITAL DE CONVOCAÇÃO Considerando os termos do Ofício nº 003/2019/AMPEP, datado ( ... )
ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
Considerando os termos do Ofício nº 003/2019/AMPEP, datado de 10 de janeiro de 2019, bem como o disposto nos artigos 31, § 1º e 33, do Estatuto Social da AMPEP, ficam pelo presente convocados todos os membros em pleno gozo de seus direitos, da Associação do Ministério Público do Estado do Pará, para a reunião de ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 18.01.2018 (sexta-feira), 13h em primeira convocação e às 13h30 em segunda convocação, no auditório da Sede Social da AMPEP, à Rua João Diogo, 70, para tratar da seguinte pauta do dia:1)    Alteração do artigo 7º, do Estatuto Social, para admitir a associação dos membros do Ministério Público de Contas do Estado do Pará na categoria de associados efetivos;

2)    Acréscimo do inciso X, no artigo 26, do Estatuto Social, para criação da Diretoria das Mulheres;

3)    Alteração do Estatuto Social para permitir o exercício do voto por meio eletrônico, mantendo-se as demais formas de voto atualmente previstas nas eleições da entidade (artigo 54);

4)    Debate sobre o projeto de elevação de entrância das Promotorias de Justiça de Ananindeua, Marabá, Santarém, Castanhal e Parauapebas, atualmente em tramitação no Colégio de Procuradores do Ministério Público do Estado do Pará;

5)    Discussão sobre o requerimento do Associado Renato Belini, que trata do Procedimento de Controle Administrativo movido pela AMPEP perante o Conselho Nacional do Ministério Público.

Belém, 10 de janeiro de 2019.

LICURGO MARGALHO SANTIAGO
Presidente da Assembleia Geral da AMPEP