| Telefone: (91) 3222-8742
email

MPPA empossa 6 novos promotores

Em sessão solene do Colégio de Procuradores de Justiça realizada na manhã da 5ª feira (18), no edifício-sede do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), em Belém, seis bacharéis em direito tomaram posse em cargos de promotores de justiça substitutos de 1ª entrância. John Luke Carr, Ducival Carvalho Junior, Olivia Roberta Nogueira, Gerson Alberto de Franca, Leonardo Jorge Caldas e Bruno Alves Câmara entram no quadro de membros da instituição para reforçar a atuação ministerial especialmente no interior do Pará. O presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Pará (Ampep), Manoel Murrieta, acompanhou o evento.

A solenidade, realizada no plenário Octávio Proença, foi conduzida pelo procurador-geral de justiça do Pará, Gilberto Valente Martins. Vários procuradores de justiça, promotores e parentes dos empossados prestigiaram a cerimônia. Com a chegada dos novos promotores, o quadro de membros do MPPA passa a contar com 351 integrantes, distribuídos por todas as regiões do estado.

Em nome dos empossados, falou o novo promotor John Carr, que destacou, de forma eloquente, que sabe o tamanho da responsabilidade que o cargo proporciona. “Bem aventurados aqueles que têm sede de justiça, porque eles serão fartos, eles serão satisfeitos”, disse John Carr, citando uma passagem bíblica. “Que sejamos felizes e honremos as expectativas e a confiança depositadas em nós pela sociedade”, completou o promotor empossado.

Na sequência Manoel Murrieta usou da palavra e disse que os novos promotores chegam ao cargo em um momento desafiador da sociedade brasileira. “Nosso país enfrenta uma situação delicada, que exige muito de todo o sistema de justiça. Vejo que esta é uma oportunidade, vejo que uma instituição só é forte se tem homens e mulheres fortes, comprometidos com a sociedade”, comentou.

O corregedor-geral do MPPA, procurador de justiça Almerindo Leitão, também se pronunciou e desejou sucesso aos empossados. “A coletividade estará observando os senhores em suas respectivas promotorias. Tenham bom senso e tranquilidade para promover a justiça neste estado”, reforçou.

No encerramento, o procurador-geral de justiça Gilberto Valente também mostrou preocupação com o cenário atual do país, marcado por práticas de corrupção em diferentes esferas da administração pública. O tema corrupção, aliás, pautou o seu discurso. “Mais da metade dos parlamentares do Brasil respondem hoje a algum tipo de processo. Temos de combater a corrupção de forma implacável. A luta é difícil, mas é gratificante”, desabafou. “Mentes novas vão arejar a nossa instituição. A defesa do cidadão é nosso papel primordial, é uma bandeira que vocês começam a envergar permanentemente”, completou o procurador-geral.

Com informações e fotos cedidas pela Assessoria de Comunicação do MPPA
 


Publicado em: 19.05.2017