| Telefone: (91) 3222-8742
email

MPPA promove simpósio sobre papel ministerial

O Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) promoveu, nesta quinta-feira (9), o primeiro dia do simpósio “O Membro do Ministério Público como Agente Político Transformador da Realidade Social”, realizado no auditório do edifício-sede em Belém. O presidente da Associação do Ministério Público do Estado do Pará (Ampep), Manoel Murrieta, participou da abertura e acompanhou os assuntos expostos.

O evento é preparatório à posse da procuradoria-geral de justiça do Pará, que está marcada para as 20h de sexta-feira (10), no São José Liberto. Marcos Neves será reconduzido ao cargo de chefia do Parquet. Podem participar do simpósio membros, analistas, assessores e estagiários de Direito que atuam no MPPA. 

Em seu discurso de saudação, Murrieta parabenizou a iniciativa do simpósio por, na sua opinião, trazer a possibilidade de refletir a atuação do membro ministerial e também analisar qual perfil institucional se quer construir. “Pensar o papel do promotor de justiça é um exercício diário. Principalmente porque no momento, institucionalmente, temos grandes ameaças, dificuldades e batalhas a travar”, ponderou.

O subprocurador-geral de Justiça, Miguel Ribeiro Baía enfatizou em sua saudação aos participantes que é importante que “o membro do Ministério Público seja um agente político transformador da realidade social. É o que todo dia nós procuramos é sempre fazemos isso para o bem, em prol da comunidade. A sociedade espera isso do Ministério Público que como transformador da sociedade atenda as demandas que são grandes para as promotorias, seja da capital seja do interior. Então, eu saúdo e parabenizo todos pela iniciativa e agradeço o empenho e para que este simpósio fosse realizado”.

Marcos Neves ressaltou que é papel do Ministério Público agir, interagir com a sociedade e mudar a realidade social. "Não é cuidando do passado que iremos mudá-la. Nós temos que ter ações preventivas, que realmente modifiquem tal realidade, e é possível em todas as áreas do Ministério Público pensar alguma coisa, nos debruçarmos sobre o tema e melhorarmos a realidade social”, afirmou o procurador-geral de justiça.

Os expositores desta quinta foram divididos em dois painéis; o procurador da República Walter Claudius Rothenburg e o promotor de justiça paulistano Wallace Paiva Martins Júnior debateram o papel do Ministério Público na garantia dos direitos fundamentais. Analisar o perfil constitucional dos membros do Ministério Público ficou sob responsabilidade dos procuradores de justiça Eduardo Marcelo Mistrorigo de Freitas e Cláudio Barros e também dos promotores Fábio André Guaragni e Antônio Alberto Machado. 

Na sexta, a partir das 8h, o evento terá prosseguimento com o painel apresentado pelo procurador de justiça Carlos Vinícius Alves Ribeiro (MP/GO) e pelos promotores de justiça Marcelo Henrique Guimarães Guedes (MP/BA) e Nelson Medrado (MP/PA). Os temas serão a efetividade do Ministério Público e a construção de novas especialidades nas Promotorias de Justiça estaduais, regionais, locais e comunitárias.

AMPEP – Assessoria de Imprensa
Com informações do MPPA


Publicado em: 09.04.2015