| Telefone: (91) 3222-8742
email

Nota de desagravo – PJ Ely Soraya

Nota de desagravo – PJ Ely Soraya

A Associação do Ministério Público do Estado do Pará (AMPEP) vem a público demonstrar seu total apoio e desagravar a associada Ely Soraya Silva Cezar, promotora de justiça de Tailândia. A associada sofreu ataques nas redes sociais por parte do advogado Manoel Amaral, que utilizou palavras ofensivas e fez acusações irreais à promotora.

A associada atuou como representante do Ministério Público Eleitoral no ano de 2016, em ação de impugnação da candidatura de Paulo Jasper, popularmente conhecido como “Macarrão”. A impugnação foi julgada procedente pelo juiz da zona eleitoral do Município de Tailândia, e confirmada pelo Tribunal Regional eleitoral do Pará. No último dia 18, por cinco votos, os juízes do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA) deferiram o registro de candidatura de Paulo Jasper e sua vice, Regina Góes – revertendo a decisão do próprio tribunal proferida dois anos antes.

Em sua atuação, a Dra. Ely Soraya Silva Cezar colocou os fatos em juízo de forma profissional e impessoal, apresentando provas consideradas relevantes, que fundamentaram duas decisões judiciais. Tais fatos demonstram que a sua conduta foi pautada pela ética e pela firme atuação em prol do interesse público.

O debate envolvendo questões jurídicas deve se pautar na ética e se restringir aos autos, não sendo admissível o uso de redes sociais para atingir a honra e a imagem de uma promotora de justiça, principalmente por quem tem o dever de zelar pela dignidade da advocacia e de todo o sistema judiciário.

Esta entidade repudia os ataques sofridos e adotará as medidas necessárias perante a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará (OAB-PA) para apurar a conduta do advogado Manoel Amaral.

A Diretoria


Publicado em: 19.12.2018