AMPEP

Notcias

Home / Notcias / Ampep promove debate com candidatos a PGJ

Ampep promove debate com candidatos a PGJ

Data: 28/11/2012

Dia 28/11/2012

 

A sede social da Associação do Ministério Público do Estado do Pará (Ampep) recebeu na tarde da última sexta-feira, dia 23, o debate com os quatro candidatos ao cargo de Procurador-Geral de Justiça (PGJ). Almerindo José Cardoso Leitão, Jorge de Mendonça Rocha, Marcos Ferreira das Neves e Maria da Graça Azevedo Silva foram convidados pelo presidente da Ampep, Samir Tadeu Moraes Dahás Jorge, a expor suas propostas de campanha e promessas para a classe. A votação está marcada para o dia 7 de dezembro.

Com boa participação de procuradores e promotores de justiça, o salão da Ampep teve as cadeiras organizadas em forma de círculo, buscando gerar proximidade entre os presentes. O debate foi separado em dois momentos. Primeiramente, os concorrentes tinham um tempo inicial para saudação e exposição de seus compromissos e projetos. Após isso, abriu-se espaço para perguntas, que deveriam ser feitas em 1 minuto, com 3 minutos para as respostas de cada candidato.

Todos os concorrentes colocaram como uma das principais prioridades a finalização do projeto de lei que altera a lei orgânica estadual e abre a possibilidade de o promotor de justiça concorrer ao cargo de procurador-geral. O principal questionamento do presidente da Associação, Samir Dahás, foi no sentido de cobrar este compromisso a respeito deste projeto. Os concorrentes afirmaram que provavelmente na próxima eleição os promotores já terão mais este direito garantido.

PERGUNTAS - Entre as principais questões levantadas pelos participantes, se destacaram os seguintes temas: possibilidade da livre nomeação de assessores de promotorias, extensão do cargo de analista jurídico para as demais entrâncias, viabilidade de o promotor ter assento no Colégio de Procuradores de Justiça (CPJ), revisão do valor das diárias, quantidade de diárias por deslocamento, pagamento do auxílio-moradia e concurso público para ingresso na carreira.

Outras indagações da presidência da Ampep foram em relação a segurança institucional e a celeridade no pleito movido pela Associação sobre o recálculo da Parcela Autônoma de Equivalência (PAE). Os quatros candidatos a chefe do MPE disseram ser um consenso a necessidade de buscar um acordo em relação ao recálculo, a fim de não haver perdas salariais. Já a segurança foi apontada como prioridade, em todas as entrâncias.

Acesse aqui o documento com as propostas dos candidatos Almerindo Leitão, Jorge Rocha e Marcos das Neves e aqui da candidata Graça Azevedo.

AMPEP - Assessoria de Imprensa