AMPEP

Notcias

Home / Notcias / MPPA empossa 4 novos promotores de justia

MPPA empossa 4 novos promotores de justia

Data: 30/06/2017

A Associação do Ministério Público do Estado do Pará (Ampep), por meio do presidente Manoel Murrieta e diversos associados, prestigiou na quinta-feira (29) a sessão solene que empossou quatro novos promotores de justiça. Alexandre Azevedo de Mattos Moura Costa, Mario Cesar Nabantino Arrais Brauna, Thais Rodrigues Cruz Tomaz e Osvaldino Lima de Sousa ingressaram na instituição após aprovação no XII Concurso Público para ingresso na carreira.

Os novos membros vão atuar inicialmente em promotorias de justiça instaladas em municípios do interior do estado e entrarão em exercício após o curso de ambientação. Falando em nome dos empossados, Alexandre Costa frisou que a data da posse é ímpar e relembrou o grande esforço anterior à aprovação. “Iniciamos uma nova fase em nossas vidas e sobre os nossos ombros recai uma grande responsabilidade. O MP se tornou um dos últimos refúgios da população. Não podemos nos intimidar diante das ameaças e devemos sempre atuar com coragem e independência“, afirmou.

“É preciso trazer consigo transparência, força, compromisso, sinceridade e propósito. Principalmente manter acessos a chama e o vigor que trouxeram vocês até esse momento”, aconselhou o presidente Manoel Murrieta em seu discurso. A respeito da atual fase que o Brasil atravessa, Murrieta disse que o país precisa do Ministério Público mais do que nunca, por viver a linha tênue da maturidade da atuação. “Não podemos ter medo e é o momento de dizer que estamos aqui para construir e participar da melhor forma das relações sociais. Por isso, desejo força e discernimento – mas principalmente é preciso ser bom e ter comprometimento com a sociedade”, completou.

A respeito das atribuições que os novos promotores terão, o procurador-geral de justiça Gilberto Martins adiantou: “Vocês serão responsáveis por zelar pelas crianças do Pará; terão que ser vigilantes e atentos à preservação do meio ambiente; combaterão a corrupção e a improbidade administrativa; farão a correta fiscalização da aplicação do dinheiro público e tem a responsabilidade de exercer a difícil tarefa de fazer o controle externo da atividade policial”. Para ele, estes foram algumas das principais missões que o desafiaram em sua carreira.

Veja mais fotos:


AMPEP – Assessoria de Imprensa