AMPEP

Notcias

Home / Notcias / Nota de Desagravo - PJ Edson Cardoso

Nota de Desagravo - PJ Edson Cardoso

Data: 21/02/2018


NOTA DE DESAGRAVO

A Associação do Ministério Público do Estado do Pará (AMPEP) vem a público demonstrar seu total apoio e desagravar o associado Edson Augusto Cardoso de Souza, promotor de justiça renomado, reconhecido por sua competência e seriedade, bem como por sua vasta experiência na atuação do Tribunal do Júri em Belém. O associado vem sofrendo incessantes ataques nas redes sociais por parte de Hélio Gueiros Júnior, que é pai do réu Hélio Gueiros Neto, acusado do crime de Feminicídio.

O promotor aqui desagravado, recebeu regularmente os autos acima mencionados e providenciou o andamento, ofertando a Ação Penal- Denúncia de acordo com sua livre convicção e independência. Sem sombra de dúvida foi também pautado pela imparcialidade e ética, atributos reconhecidos ao Promotor de Justiça. O total cumprimento do dever funcional do promotor de justiça fica comprovado pelo êxito alcançado nas instâncias judiciais. Tanto o Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE) e no Superior Tribunal de Justiça (STJ) mantiveram a denúncia e consideram que há elementos suficientes para o recebimento da ação penal.

Na esfera administrativa, o correto posicionamento do promotor já foi ratificado em representação apresentada pelos familiares do denunciado, a qual tramitou no Conselho Nacional do Ministério Público e corregedoria local e foi arquivada. Esta Associação entende o sofrimento das partes e todos os envolvidos no episódio, o que muitas vezes levam a manifestações apaixonadas, desarazoadas, sem coerência e nenhuma espécie de fundamento. Porém manifesta total apoio ao associado Edson Souza e repudia qualquer ilação desonrosa a sua postura profissional.

A AMPEP tem segurança de que a Ação Penal será julgada de acordo os ditames legais, respeitado o contraditório e a ampla defesa. Contudo repudia os ataques sofridos e ainda declara que jamais temerá insultos e tentativas de intimidação a seus associados, propondo as medidas judicias necessárias.

A Diretoria