AMPEP

Notcias

Home / Notcias / Imagem Peregrina abenoa Ampep

Imagem Peregrina abenoa Ampep

Data: 08/10/2018

>> Veja o álbum completo da visita aqui.

O início de outubro foi marcado pela visita da Imagem Peregrina de Nossa Senhora de Nazaré à sede social. da Associação do Ministério Público do Estado do Pará (Ampep). Na segunda-feira (8), os associados puderam participar da visita e da bênção entoada pelo padre Edvaldo Amaral. A imagem foi recebida pelo presidente Márcio Maués e conduzida para o local da bênção.

O padre Edvaldo, vigário paroquial da Paróquia São Pedro e São Paulo, participou pela primeira vez deste momento especial na Ampep; orou e entoou cânticos típicos do Círio de Nazaré e marianos. Em seguida, a Imagem foi conduzida pelo procurador-geral de justiça Gilberto Martins para o prédio-sede do Ministério Público paraense. No auditório Natanael Leitão, servidores, membros e familiares participaram de um rito de bênção. Houve apresentação do coral do MPPA.

Em sua homilia, o celebrante enalteceu o Círio de Nazaré, destacando que é a maior peregrinação do mundo. “O tempo do Círio é uma oportunidade para abrirmos cada vez mais o coração para Deus. E aprendermos com a Sua Mãe a nos colocarmos em atitude de serviço”, explicou. Para ele, no céu de Belém do Pará surgiu o sinal de Nossa Senhora de Nazaré, chamando para sermos melhores. A respeito do tema escolhido para este ano (Uma jovem chamada Maria), afirmou que juventude é um tema que atrai profundamente. “A juventude é estado de espírito. É a vivência do profundo desejo de transformar a vida e a realidade, buscando tempos melhores. Juventude caminha com a virtude da esperança. Não podemos jamais deixar ser subtraído esse sentimento de nossos corações”, orou.

IMAGEM PEREGRINA - A partir de 1969, por motivos de segurança, a imagem autêntica que era levada nas procissões do Círio foi substituída por outra, que é uma cópia alterada da imagem encontrada por Plácido. É chamada de “imagem peregrina” porque sai em todas as procissões e cerimônias oficiais da festa Nazarena.

Durante o ano, ela fica na sacristia da Basílica Santuário. Esta imagem foi encomendada ao escultor italiano Giacomo Mussner, mas não reproduz os mesmos traços da imagem “autêntica”. A imagem peregrina ganhou alguns traços da mulher da Amazônia e o seu menino recebeu características indígenas e caboclas. Em 2002, passou pelo primeiro restauro por meio de uma técnica empregada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

AMPEP – Assessoria de Imprensa
Com informações do site oficial do Círio de Nazaré