E-mail e Telefone

| Telefone: (91) 3225-0814
email

Nota de Desagravo
A Associação do Ministério Público do Estado do Pará – AMPEP , por sua diretoria, vem a público desagravar a sua associada Cynthia Graziela da Silva Cordeiro, atual Promotora de Justiça da Comarca de São Félix do Xingu.
Por meio de manifestação em petição recursal, interposta nos autos de Ação Civil Pública movida pelo Ministério Público naquela comarca, o Procurador Geral do Município de São Félix do Xingu, Hélder Barbosa Neves, promoveu acusação de ordem pessoal contra a associada.
A AMPEP esclarece que a atuação da associada Cynthia Graziela da Silva Cordeiro prima pela ética e visa exclusivamente atender interesse público, materializado no fornecimento de merenda escolar aos alunos da rede municipal de ensino de São Félix do Xingu.
Nesse sentido, por atuação da associada, foi instaurado o Procedimento Administrativo N.° 01/2020/1ª PJ/SFX, e em seu bojo, foi expedida a Recomendação N° 09/2020/1ª PJ/SFX, tudo em perfeita observância aos preceitos normativos do Conselho Nacional do Ministério Público e da Corregedoria do Ministério Público do Estado do Pará.
Em razão do não acatamento das medidas recomendadas pelo Ministério Público no procedimento referido, foi ajuizada Ação Civil Pública em face do Município, tendo o juízo daquela comarca deferido medida liminar requerida nos autos, em favor dos alunos
Irresignado, o Município demandado interpôs Recurso de Agravo, por seu procurador, que em sua argumentação extrapola os limites éticos profissionais e profere acusações pessoais contra a Promotora de Justiça.
Esta entidade repudia ataques dessa natureza, reafirmando que a atuação dos membros do Ministério Público do Estado do Pará é pautada unicamente no firme propósito de defesa da sociedade, e que alegações desprovidas de fundamento e ofensas de caráter pessoal jamais intimidarão os seus associados.

A Diretoria


Publicado em: 11.05.2020